Tag para ‘Personagens’

 

Que eu adoro seriados americanos não é segredo para ninguém, hoje ao invés de falar das series vou falar dos meus personagens favoritos, alguns são pelo carisma, outros pela atuação, mas estes personagens a seguir são para mim o que há de mais impecável na televisão paga atualmente.

.Tim Gunn (Project Runaway)

O querido conselheiro do reality Project Runaway é muito famoso por ser carinhoso e paciente e entender muito de moda e alta costura. Com quase 60 anos de idade o americano já estudou nas melhores escolas de moda do mundo e conquistou seu espaço na televisão pelo seu carisma.

.Liz Lemon – Tina Fey (30 rock)

Liz Lemon é a personagem da hilária Tina Fey no seriado americano “30 Rock”. Além de ter idealizado e ser roteirista do seriado, ela também tem o papel principal. Fey é famosa por nunca ser séria e conseguir fazer piadas em todos os momentos, independente da ocasião. Na série interpreta a roterista de um show de televisão e sofre o dia a dia de uma emissora não muito promissora.

.Barney Stinson – Neil Patrick Harris (HIMYM)

O mais novo garanhão da televisão é Barney Stinson – apesar de ser assumidamente homossexual na vida real. Em How I Met Your Mother, Barney vive para conquistar todos os tipos de mulheres e faz de tudo para isto. É bem inconveniente e gosta de bordões que se tornaram clássicos como o Bro-Code (Código dos Brothers), e o Legendary! Sempre vestindo um impecável terno é um personagem único, como nunca vi na televisão.

.Gregory House – Hugh Laurie (House)

O pentelho e mal educado médico inspirado em Sherlock Holmes, Dr. House, é de uma seriedade impressionante. Assistindo a série é possível se sentir ameaçada e com raiva do personagem por suas atitudes egoístas. No seriado interpreta o chefe de diagnósticos médicos do fictício Princeton-Plainsboro Teaching Hospital. Apesar de sua frieza é o melhor no que faz, e graças a isso não perde seu emprego. Apesar de sofrer muito por sua dor na perna, não gosta de demonstrar fraquezas e não demonstra amor e carinho por ninguém.

.Tyrion Lannister – Peter Dinklage (Game of Thrones)

Para mim o melhor ator de seriados da atualidade. Sua atuação é impecável e muito carismática. A única pessoa de bom coração da família Lannister, Tyrion é um anão de uma rica e poderosa família, e o único com bom senso. Seu personagem é fantástico pois assume suas fraquezas e é inteligentíssimo, e faz uso disto para ajudar os outro e tentar fazer sua malvada família cair em si. O surpreendente é que este é o seu primeiro papel na televisão.

.Joey Tribianni – Matt LeBlanc (Friends)

Joseph Francis “Joey” Tribbiani é o aspirante a ator de Friends. Apesar de ser um garanhão e conquistar todas as mulheres que quer, não é muito esperto. O grande responsável pela maioria das risadas do melhor seriado de comédia (na minha opinião), é sincero, carinhoso e muito leal a seus amigos.

.Sheldon Cooper – Jim Parsons (The Big Bang Theory)

Muitas pessoas o acham hilário, eu o admiro mais por gostar da sua forma de atuar, ele realmente convence. Sheldon Lee Cooper é um físico assexuado e com transtorno obsessivo compulsivo, não consegue socializar, não entende as emoções do ser humano e acha que tudo tem uma explicação científica. Bazinga é a palavra que mais fala quando encontra uma solução para algo ou consegue “pregar uma peça” em alguém.

.Schmidt – Max Greenfield (New Girl)

Um dos companheiros de apartamento de Jess, o judeu rico e bem apessoado é meu segundo personagem favorito no momento. Com um passado ruim, por ter sido um gordinho que sofreu muito até sua adolescência, é muito rigoroso com sua aparência, só usa roupas de marca, tem um bom carro, um bom trabalho e mais uma vez, quer conquistar todas as mulheres. O que eu mais gosto deste personagem é que apesar de um conquistador ele tem sentimentos e pode ser muito sensível. Fofo.

 

Quais são os favoritos de vocês?

Beijos

Thábata


Eu e minha paixão assumida pelos seriados americanos. Além de muito bons, alguns muito engraçados e outros muito inteligentes e viciantes muitos me ensinaram várias coisas, algumas táticas legais e boas idéias, e resolvi dividir isto com vocês… Vamos ver algumas coisas que aprendi com estas histórias…

 

– Toda vez que terminar um relacionamento faça uma carta a você mesmo. Nela escreva os motivos pelo qual você esta terminando, assim, se algum dia resolver que quer voltar ou sentir falta da pessoa, leia a carta e relembre se vale a pena.

– Pode parar de planejar sua vida. Muitas poucas pessoas conseguem seguir sua vida no rumo planejado e fazer as coisas na hora certa, o futuro não se planeja e ele é totalmente inesperado.

– Dinheiro não traz felicidade. Na maioria das vezes, muito dinheiro traz complicações.

– Beleza não põe a mesa e nem é garantia de uma vida romântica bem sucedida ou felicidade.

– Toda vida tem uma trilha sonora. Quero descobrir a minha…

– Você não vai saber quem é o amor da sua vida até que ela acabe.

– As pessoas mais estranhas e diferentes são as mais legais e interessantes.

– Tire fotos, muitas, filme sua vida, anote suas memórias e guarde as lembranças do presente, no futuro elas serão muito valiosas, ou no mínimo divertidas.

– As pessoas podem sim ser muito maldosas, e fingir amor e amizade por toda uma vida para conseguir o que querem.

– Muitas vezes um filme pode te ensinar muito mais do que 10 livros de auto ajuda ou 3 anos de terapia.

– Todas as pessoas tem segredos e todas as pessoas mentem, isto é da natureza humana.

– Nossa vida pode ser mudada. Cada parte dela pode ser uma nova temporada. Só depende de nós mesmo para que ela seja perfeita e que muitas outras muito boas venham a seguir.

 

Beijos

Thábata

 

 

Encontrei um novo blog que achei muito legal! A idéia dele é bem simples, mas muito interessante. O blog se chama Awesome People Hanging Out Together (Pessoas Incríveis Saindo Juntas – em uma tradução ao pé da letra). Neste blog você encontra fotos de várias pessoas famosas com outras pessoas famosas! Sim isto você vê em uma revista, mas neste caso são imagens pessoais, descontraídas de pessoas juntas inesperadamente. Eram muitas que eu queria mostrar para vocês então selecionei algumas, vejam o que vocês acham…

Principe William, Kanye West, Principe Harry e P. Diddy

Michael Jackson e Paul McCartney lavando a louça.

Charlie Chaplin e Albert Einstein. (Acho incrível o Charlie Chaplin fora do personagem!)

Dita Von Teese, Scarlet Johansson e Christian Louboutin.

The Beatles e Mohammad Ali.

Bono Vox e Lady Gaga.

Salvador Dali com Walt Disney.

Gwyneth Paltrow, Tom Ford a Stella McCartney.

Steve Jobs e Bill Gates. (Sobre o que será que eles conversavam?)

Bill Clinton, quando jovem, conhecendo John F. Kennedy na Casa Branca 1963. (Achei esta sensacional)

Chuck Norris e Bruce Lee.

Quem quiser ver mais imagens, clique AQUI para entrar no site. Vale a pena, ainda mais se você gosta de musicos e diretores antigos…

O que acharam? Adoro ver essas coisas, como os famosos também tem uma vida “normal”…

Beijos

Thábata

 

Eu decidi mais uma vez falar de uma pessoa que admiro e conheço de perto o trabalho. Como falei do Gus Benke , decidi falar de mais uma fotógrafa, a Carolina Pessoa. A Carol nasceu em Santa Catarina, em Jaraguá do Sul. A publicitária de formação agora faz um curso de Fotografia e Imagem em Movimento.

O trabalho da Carol me chamou a atenção quando comecei a ver os Books que ela fazia de várias meninas e casais e as fotos ficavam muito lindas, e decidi fazer um também. Ela é muito querida, entende muito do assunto, e sabe como te deixar a vontade na frente da câmera.

O Something New fez uma entrevista com ela:

S.N. – Quando descobriu que queria ser fotógrafa?

CAROL – Sempre gostei de fotografia, mas nunca pensei em trabalhar com isso. Há sete anos atrás, quando comecei a cursar a faculdade de Publicidade e Propaganda, tivemos diversas aulas de Photoshop e durante todo este período de descoberta dos “milagres” do software, comecei a me interessar e a fotografar com uma máquina nada profissional. De início retratei as pessoas da minha família e algumas amigas. Foi aí que a coisa começou a fluir. Outras viram e se interessaram e assim por diante. Quando percebi que a procura começou a ficar maior, comprei uma máquina semi-profissional. O detalhe mais engraçado é que eu fazia de tudo um pouco, maquiagem, cabelo, figurino e direção. Cheguei a cobrar R$ 50,00 para os gastos básicos, rs. Não tinha coragem de cobrar, pois não me considerava uma real fotógrafa. Depois disso, no ano seguinte, fiz um curso anual em uma grande escola de fotografia em Curitiba, e aí sim tive o diploma de fotógrafa. Mas mesmo assim, meu grande salto profissional foi quando fui convidada pelo renomado fotógrafo e professor Brasilio Wille a trabalhar em seu estúdio como parceira. Participei de diversos cursos com ele e hoje eu dedico grande parte de tudo o que aprendi a este grande homem. Sempre acreditou em mim e sempre afirmou com muita categoria que eu tinha talento e que deveria lapidá-lo. Recebi diversos puxões de orelha e escutei diversas vezes que eu tinha “cabeça de funcionária”. Como cresci com isso! Hoje eu tenho uma empresa aberta e trabalho com fotografia de moda, publicidade e books. Amo o que faço e agradeço a Deus por ter colocado o Brasilio em minha vida.

S.N. – Qual foi a primeira pessoa que fotografou?

CAROL – Minha irmã. Como nossa mãe é Designer de moda, aproveitamos e fizemos a produção. Utilizei um grande estúdio chamado “corredor de casa” e fotografamos numa parede branca, com um espaço pequeno e com uma máquina do tamanho da minha mão e nada profissional. Nem sabia, mas estava fazendo meu primeiro marketing pessoal. As fotos ficaram muito legais e até hoje escuto comentários e elogios.

S.N. – Fotógrafo que mais admira?

CAROL – Brasilio Wille. Não só como profissional, mas como ser humano. Sou, também, uma grande amante do trabalho do grande fotógrafo Bob Wolfenson. Meu objetivo é chegar lá, rs.

S.N. – O que é fotografia para você?

CAROL – Minha maior paixão é o ser humano. Acho fantástico fotografar pessoas através de um pequeno espaço de câmera, olhar através e extrair o que cada ser tem de melhor e o que nem imagina ter. A satisfação que sinto em colocar meus dons através de minhas lentes é incrível. Eu amo o que eu faço e não sei como, mas quando menos percebo, eu deixei alguém mais feliz.

S.N. – O que é mais fácil de fotografar? E mais difícil?

CAROL – Mais fácil pessoas, qualquer tipo. Mais difícil Produto, no meu caso acredito que jóias e afins.

S.N. – Prefere trabalhos publicitários ou books pessoais?

CAROL – Gosto de ambos, cada um a sua maneira. A publicidade trás o glamour e permite a manifestação da criatividade, tanto da agência quanto do fotógrafo, além de um retorno financeiro. Já os books trazem uma satisfação pessoal. É sempre um prazer descobrir o brilho e a beleza de cada um através de todo o contexto de produção: luz, enquadramento, produção e um cérebro, rs.

S.N. – Qual foi seu ensaio mais marcante?

CAROL – Um grande ensaio que marcou minha carreira, ainda no início, foi o realizado com a modelo Rebecca Leão. Na época eu ainda trabalhava no estúdio do Brasilio e não tinha tanta noção técnica. Fizemos uma grande produção (virei maquiadora e figurinista, rs). Consegui deixá-la com diversos perfis. Como dizem por aí: “piramos” e o resultado foi muito bom.

Na publicidade eu citaria a produção de todo o material didático da Wise up (Wise up teens). Foi meu primeiro grande trabalho.

S.N. – Uma pessoa que sonha fotografar?

CAROL – Nossa, acho que várias. Mas como sou amante da fotografia de moda: Gisele Bündchen ou Grazi Massafera, que tem uma beleza incrível.

S.N. – Qual dica daria as pessoas que querem seguir a mesma carreira que a sua?

CAROL – O melhor fotógrafo ou profissional é aquele que segue o seu dom natural. Se você tem talento, vá em frente. Ser fotógrafo é um grande mérito, mas é preciso amar a profissão, pois como as demais, ela tem também suas dificuldades e desafios. Minha dica é que todos deveriam aprender a fotografar, mesmo que o objetivo não seja para fins lucrativos. A fotografia está envolvida em todo o nosso contexto de vida. Vale a pena para registrar, da melhor forma, os momentos importantes e as pessoas que fazem a diferença para nós.

“É sempre um prazer descobrir o brilho e a beleza de cada um através de todo o contexto de produção: luz, enquadramento, produção e um cérebro.” CAROLINA PESSOA

Eu adoro o trabalho dela, acho que ela consegue captar uns momentos lindos assim ou deixar qualquer pessoa muito sexy.

O site da Carol é: http://www.carolinapessoa.com/

Beijos

Thábata

29
nov

E se…

 

As princesas da Disney fossem reais? E virassem as capas da Vogue? Ou personagens de Sin City? E se elas fossem modelos?

Eu postei estes dias imagens feitas por uma fotógrafa canadense que mostra como “seria” a vida das princesas da Disney após o sei final feliz…(gente prometo que não to viciada em princesas, eu só achei estas imagens muito legais). Vamos ver alguns estilos diferentes delas…

O ilustrador americano Dante Tyler fez as capaz com princesas bem estilosas e chamadas que tem relação com elas – na capa da Pocahontas o destaque são matérias sobre couro e peles. Nelas as princesas são chique e estilosas modelos…

Outra versão é a do ilustrador Curt Rapala que as transformou em personagens sedutoras de Sin City, a Cidade do Pecado.

Claire-Lena McKinley é mais uma ilustradora que fez a sua versão. Nela as ilustrações as mostram como modelos.

Ok prometo ficar ao menos um ano sem falar de princesas!!

****Você ja respondeu o questionário sobre comportamento feminino do blog? O post com o resultado vai ao ar amanhã! Se ainda não respondeu sua ultima chance! Segue o link para ele abaixo, copie e cole no seu navegador… ou clique AQUI.

https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?hl=en_US&formkey=dFdZS1JuSVVyR010R0dybkt0bV9Qc3c6MQ#gid=0

Beeijos

Thábata

 

 

Hoje vamos para mais um pouquinho de grau de realismo!!! Eu sempre falo que meu sonho é ser princesa, casar com meu príncipe encantado e confesso que fiquei uns 3 meses sonhando com o casamento do Príncipe William com a Kate, que um dia ia conhecer um príncipe e toda aquela baboseira que a gente sabe que não vai acontecer mas no fundo espera que sim.

Teve um post que eu escrevi a um tempo atrás sobre “O Problema dos Contos de Fadas” (quem quiser ler clique AQUI), que nos deixam sonhando com um romance que não existe e um final feliz. Uma coisa que nunca reparamos é que não vemos o final! Depois de casamento, de filhos, de velhos, os problemas, enfim, a realidade. Nisso encontrei um ensaio que achei muito legal com imagens de como seria realmente a vida das princesas da Disney um tempo depois do “Final Feliz” que vemos nos filmes, e tem um toque de realidade bem legal.

As fotos são da canadense Diana Goldstein, que é muito conhecida por suas imagens comerciais e realistas que saem em muitas revistas na America do Sul. Eu encontrei duas versões do por que ela fez as fotos: a primeira é a de que ela via a filha dela se vestindo de princesa e sonhando e aquilo lhe deu a idéia, a segunda diz que foram os filmes dos Irmãos Grimm que mostram mais realidade na fantasia. Bom, o que importa é que achei a idéia bem bacana.

Branca de Neve

Bela Adormecida

Chapeuzinho Vermelho

Cinderela

Jasmine

A Princesa e a Ervilha

Pocahontas

Rapunzel

Ariel

Bela

Para sermos princesas só temos que nos sentir como uma, no fim das contas, somos todas iguais.

Beijos

Thábata

 

Acho que todos nós temos um filme da nossa vida, aquele que não importa quantas vezes assistirmos vamos sempre sentir um friozinho na barriga, saber algumas falas e nos imaginar como algum personagem.

Os filmes da minha vida são dois: Diário de uma Paixão ( The Notebook – 2004) e Austrália (Australia – 2008). Apesar de ambos tratarem o amor de pontos diferentes cada um me encanta por uma coisa. No primeiro a luta pelo amor verdadeiro, e até onde somos capazes de chegar e o que somos capazes de fazer para ter a pessoa amada ao nosso lado, independente das diferenças, das brigas e dos defeitos do outro. No segundo a coragem de fazer o que você deve e acredita, enfrentando seus medos, defendendo seus princípios e lutando pelo que é seu. Queria conseguir ser metade Noah (Ryan Gosling) e metade Lady Sarah Ashley (Nicole Kidman).

Mas, e se a nossa vida fosse um filme? Com certeza ele uniria todos os gêneros; comédia, romance, suspense, drama, aventura e quem sabe até um pouco de trash. E não só isso, de quantos filmes de outras pessoas faríamos parte? E neles, seríamos meros figurantes ou teríamos grandes papéis principais?

Temos vários filmes na nossa vida e ela completa é um longa-metragem fantástico composto por vários curtas onde nós somos os protagonistas e diretores e o destino o nosso roterista. O ápice de cada história seria onde enfrentamos o nosso maior desafio e o final de cada uma seria quando paramos no presente e pensamos “este é o meu final feliz”, depois seguimos em frente para enfrentar novos enredos em busca de mais finais felizes.

Beijos

Thábata

 

A M&M fez uma campanha muito bacana com filmes de terror!! Eles fizeram uma ilustração que traz vários títulos de filmes representados como imagens! Eu tentei fazer e confesso que demorei muuito e não descobri todos, pois os títulos são em inglês. Mas a minha manha foi colocar o nome do filme em português no Google e ver como é o nome em inglês.

Vou colocar a imagem aqui para quem quiser olhar, mas para saber se os nomes estão realmente certos tem que fazer direto no site deles que esta AQUI. No site você pode colocar seu nome e parar o jogo e continuar depois, o que é uma grande vantagem!

 

E então, estamos bem de filmes?

Beijos

Thábata

 

“Lembrar que eu estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que eu encontrei para me ajudar a fazer grandes escolhas na vida. Por que quase tudo – todas as expectativas externas, todo o orgulho, todo o medo de se envergonhar ou de errar – isto tudo cai diante da face da morte, restando apenas o que realmente é importante. Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira para eu saber evitar em pensar que tenho algo a perder. Você já está nu. Não há razão para não seguir seu coração.” Steve Jobs – discurso durante formatura em Stanford, 2005

Como todos ja devem saber, Steve Jobs faleceu ontem, dia 05 de outubro de 2011. O Californiano que mudou a vida de muitos, nos deixou aos 56 anos, ao perder uma longa batalha contra um câncer. Para quem não sabe Jobs foi co-fundador da Apple. Nos anos 70, junto com outras pessoas, ele desenvolveu e comercializou alguns dos primeiros computadores pessoais e foi um dos poucos a obter sucesso com isto. Sua obra prima foi o Macintosh.

Em 1985, por uma decisão do conselho de administração da Apple, Steve foi obrigado a deixar a empresa que havia criado. Nesta crise conseguiu fundar outra empresa de computadores, a NeXT (que log depois foi comprada pela Apple) e inovou a linguagem de animação dos desenhos animados com Toy Story, após comprar a Lucas Films e transformá-la em Pixar (hoje o maior estúdio de desenhos animados do mundo em parceria com a Disney).

Steve Jobs foi o responsável pela comunicação na palma da sua mão. Criou o Iphone, Ipad, Ipod, linhas e variedades de computadores pessoais cada vez mais finos e inovadores. Nunca deixou de criar, e com sua superação e persistência provou que em toda crise é possível erguer a cabeça e criar algo cada vez melhor.

Um grande ídolo para mim, que sou uma grande amante da sua maneira de fazer marketing, e principalmente de suas idéias e pensamentos. Eu o considero um grande homem e um empresário fantástico, tudo em que tocava transformava em perfeição com sua criatividade sem limites.

Beijos tristes.

Thábata

 

Como vocês sabem eu gosto muito de fazer posts com imagens, fotos de artistas que admiro e imagens que me impressionam. Hoje resolvi postar sete imagens muito antigas que encontrei na internet. Todas mostram algo no mínimo curioso.

1. Um Boletim de Albert Einstein

2. Corcovado

3. Primeiro Computador


4. Primeiro Mc Donald’s


5. Membro da Klu Klux Klan sendo saldo por médicos negros


6. Hitler na infância


7. John Lennon dando um autógrafo a Mark Chapman, que iria o assassinar em 1980.


Curiosas não?

Beijos

Thábata

ATUALIZAÇÃO: Post Something Old – Curious Photos 2 –  AQUI